segunda-feira, 20 de outubro de 2008

TSE

Após o pleito eleitoral, sempre busquei identificar quem eram os invisíveis atores que haviam participado nos bastidores da democracia. Buscava as informações no site do TSE.

Numa linguagem simples, sem precisar de CNPJ, era só digitar o nome da empresa, que lá constava quem eram seus financiados. Algumas com atuação nacional. Numa dessas pesquisas, lembro-me de um mesmo banco ter doado igualmente alta quantia em milhões para dois candidatos à presidente do Brasil.

Encontrava-se com inteligência respostas importantes, por exemplo, sobre o avanço da soja na Floresta Amazônia, as candidaturas do governador Blairo Maggi (2002/2006), veio sob o espectro das Organizações Amagi.

Sobre o plebiscito do desarmamento também rolou vultosas doações. Tudo com muita transparência no site do TSE. Sabe por que morremos de bala perdida? Estava lá no site do TSE.

É direito do eleitor, conhecer os financiadores privados de campanhas políticas. Quais são as organizações que estão por trás das ações de nosso parlamento; à frente da execução de custosas obras públicas? Algumas obras com prazo de término sorrateiramente apagado, sem contar a parte das cifras, que também desaparece, só que da esquerda para a direita.

A consolidação da democracia está na transparência que a sustenta. Para piorar, continuamos assistindo a legenda substituindo a vontade da maioria.

3 comentários:

Rodolfo Simões de Melo disse...

Esse blog é só tiro de bazuca!!

Muito bem lembrado o plebiscito do desarmamento...
Infelizmente os homens que gerenciam os recursos que são produzidos por mim e por você não têm compromisso comigo, muito menos com vossa pessoa! Sendo assim, só nos resta celebrar nossa hipocrisia do dia-a-dia! Ainda tem gente dizendo que somos caniços pensantes...

Rodolfo Simões de Melo disse...

parabéns para o TSE!

Telma disse...

Me envorgonho diante de sua determinação...Buscar tais informações, para mim, seria o mesmo que apenas constatar a identidade de quem me furtou o carro, entre outras coisas...só para constar, pq a polícia não vai prender, e se prender solta loguinho, etc e tal...Me acovardo, dou uma de "pior cega" (aquela que prefere não ver)...
Mas sobre a sua frase em relação à sustentação da democracia, concordando com vc e partindo desse pressuposto, creio que ainda não vivemos uma democracia de fato....Transparência sustentando-a??? Não me lembro de nenhuma delas, historicamente, assim....nenhuma das que se auto denonimam democracia....
Mas gostei de saber que o TSE "era" assim...